Conhecer

A Azeituna, oficialmente designada “Tuna de Ciências da Universidade do Minho” surgiu de um grupo de amigos, estreando-se em Maio de 1992 nas Monumentais Festas do Enterro da Gata e apadrinhados pela Tuna Universitária do Minho. Desde cedo estabeleceu-se uma relação de proximidade com a Tuna Académica da Universidade Lusíada do Porto, que resultou na geminação das tunas em Maio de 1994. Nos anos seguintes a Azeituna realizou um grande intercâmbio cultural na Irlanda que resultou no aparecimento da primeira tuna das ilhas britânicas, a Preservatuna – Tuna Universitária de Cork. Em 1995 foi oficializada a emprimação com os Jogralhos – grupo de jograis da Universidade do Minho.

A Azeituna foi galardoada múltiplas vezes em festivais de Tunas. As atuações musicais realizam-se em diversos eventos, desde cerimónias religiosas de bodas de casamento e batizados, congressos, festas populares, romarias, divórcios, funerais, festivais gastronómicos e musicais, festas de beneficência, entre outros. Desde a sua fundação a Azeituna visitou mais de 20 países em 3 continentes. Destacam-se aqui claramente as 5 visitas ao Brasil.

Influências e estilo musical

A Azeituna editou à data atual 6 trabalhos discográficos. Em 1994 “Palpitações”; em 1995 compilação ao vivo do “II CELTA”; em 2002 “Se as capas falassem…”; em 2003 em conjunto com o CAUM – Coro Académico da Universidade do Minho publicamos “Coro sobre Azul”; 2006 (no XIII CELTA), lançou os “melhores momentos” que se viveram no CELTA; em 2009, “Percursos”.