DISCOGRAFIA

Desde 1994 publicamos 6 álbuns em CD

Palpitações (1994)

Palpitações (1994)

Seguindo o nome e inspiração das Palpitações (Tunais) que nos inícios dos anos noventa batiam nos instrumentos da Tuna de Ciências da Universidade do Minho, nasce o primeiro registo musical da Azeituna em formato considerado “audível”. O apoio da Secretaria de Estado da Juventude e da Universidade do Minho foram fundamentais para que fosse produzido pela Azeituna e editado pela Edisco um trabalho suado e gravado nos estúdios da própria editora.
Em 1994 saía do forno um CD e K7 com dez músicas, em que os dois instrumentais e quatro músicas originais representavam o que se tinha produzido nos ensaios nas instalações do Centro Integrado de Formação de Professores e Educadores de Infância (CEFOPE) nos “já” dois anos de Azeituna.

Músicas:
Lendas do Rio Douro, Noites de Ronda, Mozart, Antuninho, Palpitações, Canção para o Estrangeiro, Feiticeira, Duas Guitarras, Canção do Beijinho, Adeus ó Braga.

II CELTA (1995)

II CELTA (1995)

Músicas:
Douteiros e Engenhores, Sonhos, Eine Kleine Nachtmusik, Noites de Ronda, Gostar de Ti Desta Maneira, As Candeias da Saudade, Torna Sorriento, Risos de Estudante, Balada, Hino da Tuna, Sixties, Mulher Tripeira, Menina Estás À Janela, Tinta Verde, Lisboa (Medley), Adeus Ó Braga

Se as capas falassem (2002)

Se as capas falassem (2002)

Nos anos de 1998 e 1999 aconteceu uma grande mudança no seio do grupo mais activo da Azeituna. Os velhinhos fundadores (“carcaças”, para os amigos) juntamente com as primeiras gerações que se lhes seguiram, começaram, naturalmente, a constituir as suas famílias e a desenvolverem as suas carreiras profissionais. Isto implicou uma profunda mudança tanto em termos directivos como em termos musicais, com os instrumentistas da chamada “linha da frente”, os “arranjadores” de músicas e os mobilizadores de grupo a serem constituídos pelas novas gerações. Este processo de readaptação, como em qualquer outro contexto, foi feito com o grande esforço e paixão de quem assumiu com militância esse desafio. A tuna rejuvenesceu e soube recriar-se, renovando-se e amadurecendo ao mesmo tempo, experimentando novas músicas e sonoridades. Naturalmente surgiu a vontade de querer registar esse momento para a posteridade, culminando esse desejo na gravação de “Se as Capas Falassem…”, segundo CD da Azeituna, trabalhado em 2001 e lançado no início de 2002.

Músicas:
Celta, O Dia da Espiga, Versos de Amor, Pedacinho do Céu, Serenata à Primavera, Viajante, Concerto para Dois Bandolins, As Giestas, Encontro às Dez, Concertino (Minuette/Allegro), O Mostrengo, O Douro Passa a Cantar, Aguarela Portuguesa, E Depois do Adeus, Zé Brasileiro Português de Braga e Eu Sou Um Coelhinho.

Coro Sobre Azul (2003)

Coro sobre Azul (2003)

Logo no ano a seguir à edição de “Se as Capas Falassem…” embarcámos em nova aventura, desta feita com o Coro Académico da Universidade do Minho (CAUM), nos Estúdios de Gravação do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de BragaA “Fusão Académica” consistiu num Concerto conjunto entre a Azeituna e o Coro Académico, apresentado ao público de Braga num espectáculo no ano de 2001. O Maestro Fernando C. Lapa, regente do CAUM, utilizou as polifonias do seu grupo para enriquecer vocalmente as músicas da Azeituna, tendo ficado a nosso cargo a composição de arranjos que enriquecessem instrumentalmente as músicas do Coro Académico.  Algumas maratonas depois, porque só sabemos trabalhar sob pressão, criámos a melhor roupagem que conseguimos para as músicas do CAUM. Na nossa salinha e com os nossos limitados conhecimentos musicais fizemos os arranjos que, de acordo com o conhecido Maestro, “não estavam maus de todo”.  Orgulhosos com o elogio, avançamos para o Concerto conjunto. Posteriormente, após a participação do CAUM no CD da Azeituna “Se as Capas Falassem…”, todos sentiram que era imperativo registar em áudio a totalidade das músicas arranjadas de parte a parte. Assim nasceu este CD.

Músicas:
As Giestas (Azeituna), Cantares (CAUM), O Mostrengo (Azeituna), A Moda do Chapéu ao Lado (CAUM), O Douro Passa a Cantar (Azeituna), Ó Meu Amorzinho (CAUM), Versos de Amor (Azeituna), Na Fonte Está Lianor (CAUM), Adeus ó Braga (Azeituna), Hino da Academia (CAUM).

CELTA – Os melhores momentos (2006)

CELTA – Os melhores momentos (2006)

Músicas (CD Duplo):
CD1 Celta, Quero, Aguarela Do Brasil, Boa Nova, Fado Português, Venham Mais Cinco, Fim, Esta Lisboa Que Eu Amo, La Cumparsita, Barco Negro, A Culpa Foi Do Luar, Versos De Amor, Zorba O Grego, Foi Deus, Serenata Nova, E o Porto É Assim, Con Te Partiró, Amor à Beira Mar
CD2 Entrada TUIST, Amélia, L’inverno, Índios Da Meia Praia, Monstrengo, Serenata ao Luar, Liberdade, 1×0, Perdidamente, Tourada, Sol De Inverno, Assim Mesmo É Que É, Tango Baleia, Noites de Ronda, Carrocel 8, Maria Papoila, Canção De Natal

Percursos (2009)

Percursos (2009)

Depois de “Coro Sobre Azul” e decorridos 7 anos desde o último CD a solo, era mais que tempo de gravarmos um novo trabalho com as músicas que vínhamos tocando. Tal como já tinha acontecido com o “Se as Capas Falassem…”, existiam músicas novas que considerávamos imperativo gravar e outras, retiradas do baú, que apesar de antigas não tinham sido gravadas no trabalho anterior (casos de “Rancho Fundo”, “Fascinação” e “As Sete Mulheres do Minho”).

O pragmatismo, que felizmente tentamos ter neste grupo, fez-nos uma vez mais avançar sem pensar nas muitas horas de sacrifício, ensaios, gravações, misturas e remisturas que tivemos pela frente durante cerca de nove meses. Voltámos ao Porto, desta feita para gravar nos “Estúdios Toste”, e o CO2 por nós lançado na atmosfera, resultado dos milhares de Km percorridos na A3, deve ter sido suficiente para derreter um ou dois icebergues.

As grandes novidades neste CD da Azeituna, que marcam de certa forma um ponto de viragem e uma porta aberta para um novo estilo e sonoridade, são, essencialmente, o incremento do uso da percussão e a afirmação do maior gosto pela música Folk de raízes tradicionais, pela música Pop/Rock portuguesa dos anos 70, 80 e 90 e pelas sonoridades das Terras de Vera Cruz.

Músicas:
Percursos, Dá-me Lume, Suevos, Bairro do Oriente, Caminhos d’Água, Asa Branca, No Teu Poema, Brejeiro, Rancho Fundo, Só Gosto de Ti, Nini dos Meus 15 Anos, Fascinação, Luso-Galaico-Celta, As Sete Mulheres do Minho, Maria Papoila, Adeus que me Vou Embora.

TOP