XXIV CELTA | 08 e 09 DEZ 2017
Tema a anunciar

  • 0day
  • 00hours
  • 00min
  • 00sec
Launch Date
-or stay connected:
XXII CELTA (Anos 80, 2015) (Resumo Sexta Feira)

ESPECTÁCULO DO CELTA

Tunas Convidadas

Scalabituna – Instituto Politécnico de Santarém

Desertuna - Tuna Académica da Universidade de Beira Interior

TUCP – Tuna da Universidade Católica Portuguesa - Porto

TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico

TAIPCA – Tuna Académica do IPCA - Barcelos

TUM – Tuna Universitária do Minho

Azeituna – Universidade do Minho

Como tem vindo a ser tradição o certame estará associado a um tema.

Para a vigésima terceira edição do CELTA, o tema escolhido pela Azeituna foi a América Latina.
Durante a época de exploração territorial a música teve um papel determinante na ascenção das línguas e das culturas franco-ibéricas ao longo da América Central e da América do Sul.

Em 2016 o Município de Braga apresentou-se como Capital Ibero-americana de Juventude e a Azeituna encontrou aqui um fundamento adicional para a celebração das muitas sonoridades que perpetuam as nossas relações seculares e raízes musicais com os países da América Latina.

Os bilhetes já se encontram à venda no Theatro Circo e seus parceiros, lojas FNAC, www.bol.pt, com os preços de 5€ e 8€. Estão disponíveis alguns concursos para oferta de bilhetes e outros prémios.

Sigam-nos no facebook para acompanhar as novidades.

A ORIGEM DO CELTA

CERTAME LUSITANO DE TUNAS ACADÉMICAS

Desde 1993

Viviam-se tempos de mudança nesses inícios da década de 90. A implementação da Prova Geral de Acesso ao ensino superior trouxe os estudantes para a rua e para as manifestações. O movimento estudantil era feito de luta e a independência de Timor-Leste não era causa alheia.

Numa altura em que o panorama tunal era influenciado por "nuestros hermanos", com uma tradição muito mais enraizada e generalizada, os festivais de tunas despontavam um pouco por todo o país com cartazes recheados das veteranas e conhecedoras tunas espanholas. Apesar de nessa altura ainda se verem as fraldas desta tuna imberbe, o pensamento "porque não fazer um festival de tunas?" apareceu imediatamente após a estreia e a primeira digressão de verão.

A Azeituna tinha vontade de fazer mais e achou que a academia minhota merecia um outro encontro de tunas para além do já existente "Bracara Avgvsta" que decorria todos os anos mais ou menos alinhado com as tradicionais festas do Enterro da Gata.

A música portuguesa crescia dentro da tuna e por isso fazia mais sentido investir no crescimento da música e tunas nacionais que começavam a ganhar maturidade do que repetir o formato existente e já disseminado dos Festivais Internacionais de Tunas. Surge então a designação de "Certame Lusitano", que rapidamente ascendeu ao público alvo, as "Tunas Académicas" e perfazendo-se assim o acrónimo hoje conhecido como CELTA – Certame Lusitano de Tunas Académicas.

O Primeiro CELTA

Um Theatro Circo pelas costuras e um brilho de orgulho nos olhos de cada Azeituno, apresentava-se assim a primeira edição do CELTA no décimo segundo mês do ano da graça de 1993.

GALERIA

Os melhores momentos

desde 1993

TOP